As mudanças no ambiente de trabalho da Geração Z

De acordo com a pesquisa True Gen”, feita pela Mckinsey com parceria da Box1824 a geração Z (nascidos entre 1995 e 2010) são conhecidos como “nativos digitais”, ou seja, eles não conheceram o mundo sem internet e não diferenciam o online do off-line. Sendo assim, as pessoas não “fazem” mais isso ou aquilo, elas simplesmente são a profissão que desempenham.

Além disso, eles trazem para o mercado de trabalho a preferência pela qualidade da entrega em detrimento do controle do funcionário e o ideal de economia criativa que faz com que grandes negócios surjam de ideias simples, mas com muita criatividade. O trabalho coworking é uma dessas mudanças e segue as tendências do freelancing e das start-ups, reunindo diariamente milhares de pessoas a fim de trabalhar em um ambiente inspirador, onde muitos deles querem compartilhar ideias e espaços com outras pessoas da mesma idade.

Outra mudança são os novos modelos de negócios que focam principalmente em organizar experiências relacionadas às marcas digitais e produzir conteúdos em redes sociais em massa para alcançar o público desejado. Além disso, a construção interna dessas novas corporações é direcionada a atender, da melhor forma, o que a equipe precisa. A geração Z também encontrou uma fonte de renda no mundo digital, como por exemplo o Youtube que gerou muitas produtoras e agências especializadas em produzir conteúdos na plataforma. 

Os novos ambientes de escritórios tem como fator o happy hour, possibilidade de trabalhar em home office, além de um clima mais agradável, divertido e livre para novas experiências e aprendizados, para inovação de ideias e soluções, além de darem mais flexibilidade ao modo de trabalho, por isso cativam mais profissionais. Isso fez com que os ambientes mais tradicionais se ajustem à nova geração.

Open chat
Powered by