Como ficará o mercado de trabalho após a pandemia?

O mundo está vivendo um momento muito delicado e diferente. Tudo mudou e tivemos que nos adaptar a uma nova maneira de viver. Além disso, a pandemia global impactou direta e, indiretamente, o mercado de trabalho, fazendo com que os profissionais tenham que se adequar, para que consigam manter o emprego e ainda serem competitivos.

 Apesar de não termos certeza de nada, essa mudança no mercado é bem visível, porque nós mesmos estamos passando por uma mudança como pessoas e o quanto antes os profissionais fizerem ajustes, menos será o impacto na sua carreira e maiores serão as oportunidades.

Um grande exemplo dessa transformação no mercado de trabalho é home office, que antes era uma opção e hoje se tornou uma necessidade. Este modelo nos mostra também que veio para ficar, isso acontecerá porque as pessoas perceberão que não precisam estar fisicamente na empresa para serem produtivas.

Outro fator que terá uma forte influência é o custo. É evidente que quanto menos funcionários na empresa, menos gastos com iluminação, ar condicionado, cafézinho, etc. Logo, a empresa terá uma economia considerável.

No entanto, essas mudanças no mercado não requer apenas adaptação dos colaboradores, mas também das empresas e dos líderes.

Na empresa: enquanto relação de espaço físico. Essa passa a ser um espaço muito mais de integração e de passagem de conhecimento.

Nos líderes: que passam a ter uma visão diferente sobre a liderança e mais do que nunca como um grande incentivador.

Nos colaboradores: este que assume um papel cada vez mais de protagonista.

Sem contar que, de acordo com a Universidade de Oxford 45% dos empregos poderão ser eliminados até 2030 e novos cargos surgirão. Ou seja, é preciso se preparar para este novo tempo, pois ele irá gerar uma imensidão de oportunidades e quem se adaptar mais rápido, terá mais chances de sobreviver à crise. Por isso, é hora de reinventar, para que você sair na frente no mercado de trabalho.

Open chat
Powered by